ASSINATURA FEMININA NO DESIGN DE MOBILIÁRIOS

1 design feminino

Entre flores e elogios, o Dia da Mulher, comemorado no dia 8 de março, diz muito mais sobre luta e história do que sobre feminilidade. No caminho por direitos iguais, houve muito progresso, mas ainda há muitos passos a serem dados, como a valorização do trabalho feminino em diversas áreas, assim como no design.

Entre os eventos que deram origem a esse dia, um dos mais significativos é o episódio de incêndio em uma fábrica têxtil em Nova Iorque no começo de 1911, que culminou na morte de mais de 130 mulheres. Contudo, desde o século XIX, nos EUA e na Europa, movimentos femininos operários se mobilizam exigindo a igualdade de gênero na política e na sociedade.

A cada dia é dado um pequeno passo em direção à igualdade, por isso é sempre importante contribuir com a causa nas pequenas ações políticas do cotidiano, como prestigiar mulheres em todas as áreas, incluindo no mobiliário de casa. As escolhas das peças podem valorizar o trabalho de muitas designers cheias de talento.

Confira uma seleção especial com 13 mobiliários com design assinado por elas:

1. A Coleção Cobogó, assinado por Calu Fontes para a Decortiles, contou com a criatividade única da designer para reinventar o modelo de Cobogó do século XX, criando recortes geométricos autênticos.

2. O Buffet Fóc, da designer Juliana Llussá para a Decameron, traz toda a delicadeza e minúcia do trabalho de marcenaria. Em madeira Freijó, a peça pode ser a protagonista de qualquer ambiente.

3. Luminária Arco, feita a partir de um pequeno tronco de madeira resgatada, é um ótimo exemplo do trabalho de manejo sustentável da designer Monica Cintra.

4. A Mesa Aram, assinada por Dani Ferro para DonaFlor Mobília, surgiu da curiosidade pela cultura indígena, cheia de detalhes e significados, que foram aliados à modernidade pela designer.

5. A Cadeira Hashi resgata a cultura oriental, inspirada nos utensílios de cozinha, geralmente feitos em madeira, assinada por Rejane Carvalho Leite para Clami.

 

6. A Luminária Camila Weplight, assinada por Nadia Corsaro em parceria com Marcelo Dabini para Dimlux, explora a maleabilidade do material, apresentando formas fluidas e cheias de movimento.

7. A Poltrona Marlene, inspirada nas bergères do século XIX, é assinada pela premiada arquiteta e designer Paola Navone para a Natuzzi Italia.

8. O Tapete Dahlia 1 Off White/Black assinado por Giuliana Lunardelli para By Kamy, explora a flor de Dahlia. As pétalas, quando caem ao chão, misturam-se entre si criando um efeito tridimensional, que foi transferido para a peça.

 

9. A Poltrona Mia assinada por Graziele Azevedo do Estudio Empório Cadeiras para Carbono, se expressa pelas suas linhas finas delicadas, do contraponto da madeira com o assento em linho cinza.

10. O Sofá Strips, assinado pela arquiteta vanguardista Cini Boeri para Arflex, ganhou o prêmio Compasso d’Oro, além de ser exposto em diversos museus. Disponível na Novo Ambiente.

11. A Poltrona Aresta, de Maria Alice de Carvalho para a Glass11, explora a experiência da arquiteta e designer em geometria e espacialidade de forma clean e moderna.A Poltrona Lolita, assinada por Flávia Pagotti para a Saccaro, desperta sensações e lembranças, procurando sempre satisfazer a relação das pessoas com os objetos de forma inusitada e original.

12. A Poltrona Mandacaru, criação de Baba Vacaro para a Futon Company, foi inspirada na planta nordestina e consiste num jogo de seis almofadas unidas como pétalas num miolo central, podendo ser configurada em três posições: reclinado e deitado.

(Denise Delalamo Comunicação)