LE RÊVE – SONHO DECORADO

1

Clean e moderno, o Le Rêve é um apartamento amplo e funcional, em que a decoração orgânica e elegante valoriza o espaço e transforma os ambientes em cômodos luxuosos

Por Júlia Marroni e Layse Barnabé de Moraes

Fotos Fábio Pitrez

 

O apartamento protagonista desta edição é também o primeiro decorado a sair nesta revista. Trata-se do Le Rêve, o último lançamento da A.Yoshii.  “Rêve” em francês significa “sonho”, e é justamente essa a aura que nos envolve quando conhecemos em primeira mão o espaço… “Em um decorado, a gente tem que atingir um maior número de pessoas, então pegamos o perfil do público e eu desenvolvo a ideia pensando nisso”, explica a arquiteta Juliana Meda, que assina o projeto de interiores.

O edifício conta com apenas um apartamento por andar, cada um com 323 m² de área privativa – o espaço generoso inclui, entre outros atrativos, três suítes, lavabo, ampla área social e quatro vagas de garagem.

A arquitetura inteira do apartamento é clean e prática para o dia a dia – e isso em todos os sentidos: “Temos usado poucos enfeites, maiores e mais importantes, como as peças de olaria que são feitas à mão, além de outros elementos naturais, como caixas com fibras brasileiras e sementes, algo que também está muito em alta”, diz Juliana. Para compor a decoração, todas as persianas do apartamento são da Loft – Móveis, Cortinas e Persianas.

Inspirada na arquitetura contemporânea, Juliana buscou referências europeias, principalmente na arquitetura italiana, o que resultou em uma decoração orgânica, elegante e extremamente atual: “São as linhas novas e lançamentos que a gente vê por Brasil afora. A arquitetura está mais solta. O mobiliário está mais leve, criando espaços maiores e mais aconchegantes entre si. Os móveis arredondados, com formas mais orgânicas, e os pés dos móveis mais finos, são os principais destaques do espaço”.

Cortina Silhouette, da Hunter Douglas, com lâminas de tecidos suspensas entre véus transparentes: Loft – Móveis, Cortinas e Persianas

Juliana Meda conta que o projeto segue a tendência do momento: a cor cinza – a paleta de cores do apartamento foca-se nesse tom desde o piso, passando pelos revestimentos, pelo mobiliário e também pela marcenaria, que foi inteiramente realizada pela Florense. Saem de cena as tonalidades do bege e surge à busca por uma atmosfera mais sóbria.  Além da paleta cinza, a inserção do metal nas cores gold e red gold, tons mais puxados para o dourado e o cobre, e os espelhos nos tons de bronze, também marcam presença e indicam outra tendência. Essa nova linguagem em relação aos metais é encontrada nas luminárias, nas bordas dos armários e nos acabamentos laterais e internos em uma substituição ao cromado, que antes reinava absoluto.

Na área social, o destaque vai para as poltronas coloridas, já que a mistura de tons neutros com tons mais vibrantes é impactante e harmônica ao mesmo tempo, equilibrando a decoração: “Quando a gente usa muito cinza, eu acho muito bacana ter algo com uma coloração forte para dar um ar mais vibrante para o ambiente. A escolha da cor das poltronas, num tom acobreado, veio para conversar com os quadros de pedra, em Ônix”, conta a arquiteta.

As poltronas coloridas equilibram a decoração predominantemente neutra

Espaço dedicado à adega é um dos destaques da área social Mobiliário com acabamento em grafite e preto com perfis com acabamento preto e vidros (Florense) Cortilha Silhouette, na cor Turtledove, da Hunter Douglas: Loft – Móveis, Cortinas e Persianas

Segundo a arquiteta Juliana Meda, os móveis arredondados, com formas mais orgânicas, e os pés dos móveis mais finos são os principais destaques do espaço

Detalhes do lavabo

Por conta do mobiliário solto, as grandes janelas não ficam bloqueadas, então em todos os ambientes se tem acesso visual para o exterior. Segundo Juliana Meda, as amplas vidraças são o ponto forte desse apartamento e remetem aos prédios de grandes cidades, como Nova York e Miami.

Com projeto luminotécnico projetado também pelo escritório de arquitetura de Juliana Meda, ela conta que se trata de um novo desenvolvimento: “É uma linha mais moderna. A gente trabalha com os alinhamentos, com iluminação de rasgos de parede, bem direcionadas, com focos bem pontuais e marcantes. De uma forma muito desenhada, a iluminação não se limita a pequenos pontos e passa a ser centralizada nos eixos. É muito bacana esse tipo de iluminação”, explica ela.

A cozinha pode ser integrada totalmente com a sala de jantar ou se reservar a um espaço mais íntimo, dependendo do momento do uso. Com um ar moderno por conta da predominância do branco e do cinza, o espaço possui pia e mesa em material diferenciado, o Corian, pedra fabricada a partir de 1/3 de resina acrílica e 2/3 de elementos naturais. O balcão e o revestimento da churrasqueira também são Corian, mas na cor cinza.  Na marcenaria, destaque para a linha da Florense feita em pedra: “A modernidade da cozinha, com os armários em porcelanato, é uma novidade da Florense”, ressalta Juliana Meda.

Nos planejados, destaque para a lâmina porcelânica Statuario, lançamento da Florense, que confere ao móvel um lindo efeito marmorizado

Planejados em microtextura branca (Florense)

Persianas horizontais de Alumínio Metais Preciosos, cor Bright Silver: Hunter Douglas (Loft – Móveis, Cortinas e Persianas)

Uma das três suítes traz a soberania da madeira e das cores bronze e rosa. Vale lembrar que o rosa e o azul claro são cores que estão entre as principais tendências há algum tempo, já que Rose Quartz e Serenity foram escolhidas como cores Pantone de 2016. Em 2018, essa moda ainda está com força total: “A mistura do cinza com o rosa é uma tendência forte nos quartos femininos. A arquitetura está muito ‘masculina’… todos os lançamentos estão indo para esse lado. Então mesmo o uso do rosa é equilibrado com o cinza”.

Destaque para o armário com espelho fumê e perfis no acabamento perolizado cobre (Florense) e revestimento de parede no acabamento Rovere Miele (Florense) Persiana Horizontal de Alumínio Metais Preciosos Hunter Douglas, cor Sand Dune: Loft – Móveis, Cortinas e Persianas

Na outra suíte, o cinza, o branco e a madeira também reinam. Nesta suíte, como no resto do apartamento, as luminárias são minimalistas e modernas, com predominância dos tons de bronze.

Perfumaria: Acquaroma (Casa Objeto) Armários revestidos em acabamento cinza: Florense Portas de espelho com perfis pretos: Florense

Tanto na suíte principal quanto na sala de jantar, lareiras ecológicas, a álcool, foram inseridas, uma proposta que valoriza esses espaços, já que são práticas e aconchegantes: “As lareiras são um charme, trazem aconchego e também são um convite para usar os espaços de uma forma diferente, como um encontro com amigos para queijos e vinhos, por exemplo”.

A suíte principal traz a combinação do cinza com o branco, que da um ar luxuoso para o ambiente. Os nichos, em acabamento amêndoa, com destaque para a iluminação, são da Florense

Na ampla suíte principal, a combinação do cinza com o branco dá um ar luxuoso para o ambiente. O closet, com múltiplas e versáteis divisões e maçanetas bem trabalhadas em um tom entre o bronze e o rosa, cria um ar moderno, alinhado com as principais tendências.

O closet Flowall no acabamento amêndoa, com acessórios e perfis no acabamento perolizado cobre é um lançamento da Florense

A suíte principal, uma das suítes secundárias e o lavabo são revestidas com papel de parede em linho de diferentes tonalidades, mas todas puxando para o cinza. Esse tipo de revestimento é uma aposta charmosa que está sempre em alta e nunca sai de moda.

No banheiro da suíte principal, velas Voluspa e perfumaria Trousseau, tudo da Casa Objeto, indicam requinte. Bem ao lado da banheira, há também um jardim vertical, que, segundo Juliana Meda, é sempre uma tendência, dando vida ao apartamento e também um toque de cor.

No banheiro da suíte principal, velas Volupsa e perfumaria Trousseau, da Casa Objeto, indicam requinte Cortina Duette Hunter Douglas, da coleção Whisper/Sheer, cor White Organdy: Loft – Móveis, Cortinas e Persianas

Entre as plantas do jardim vertical há a forte presença da samambaia, que dá volume ao ambiente. Por tal razão, ela é encontrada em outros espaços do apartamento e até mesmo no corredor: “A samambaia é uma planta que representa muito a gente, o Brasil, por isso a utilizei. Plantas e jardins dão vida, aconchego e trazem essa coisa da casa para os apartamentos”, explica a arquiteta.