FAMÍLIA SEM FRONTEIRAS: MÃE COM TRÊS FILHOS EMPREENDE VIAJANDO PELO MUNDO

17932428_286309131808134_5202891887379218432_n

Franco-brasileira Allyson Pinheiro, do Família sem Fronteiras!, já visitou mais de 40 países, muitos deles durante suas gestações; ela vive como nômade ao lado do marido, Bruno Pinheiro, e dos filhos Ella, 4, Noah, 3 e a pequena Adele, de apenas 3 meses

 

Quando se fala em nômades digitais, logo vem à cabeça mulheres e homens jovens e solteiros, que têm liberdade financeira e geográfica para viajar e trabalhar de onde quiserem. Para muitas famílias com filhos, isso seria uma extravagância impossível de ser realizada…

Porém, para Allyson Pinheiro, blogueira e empreendedora digital do Família sem Fronteiras!, essa é uma realidade possível. Mãe de três filhos, a franco-brasileira empreende de diversos lugares do mundo e em companhia do marido Bruno Pinheiro, empreendedor digital e autor do best-Seller “Empreenda Sem Fronteiras”. “Sempre trabalhei online, o que já me permitia ter certa liberdade, mas foi após conhecer o Rio de Janeiro e me apaixonar pela cidade que percebi que era isso que queria para minha vida, me tornar uma nômade digital e conhecer o mundo sem deixar de trabalhar”, conta.

A empreendedora explica que trilhar esse caminho não é algo que acontece da noite para o dia, mas que com o engajamento e a persistência necessários, é algo que pode ser alcançado. “Além de conquistar liberdade geográfica, hoje eu também consigo gerenciar meu tempo de forma mais otimizada, o que me permite desfrutar de mais momentos ao lado da minha família”, avalia.

 

Veja dicas de Allyson- que é mãe de Ella, 4, Noah, 3, e de Adele, de 3 meses, para as mães e mulheres que desejam empreender de qualquer lugar:

Adeus, rotina

“A pessoa tem que estar 100% motivada a trabalhar com um modelo diferente, desprendido da rotina de um escritório ou empresa. Muita gente sonha com isso, mas, na prática, acaba tendo dificuldade de para se adaptar, pois ao empreender de forma remota e digital, você se torna seu próprio chefe e precisa estipular você mesmo as metas e se auto-motivar. Não é algo tão simples quanto parece, a pessoa precisa ter esse perfil”, diz a empreendedora.

Trabalhar de forma remota é um modelo que está consolidando-se em diversos países. Segundo a Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades, o Brasil tem mais de 12 milhões de pessoas que atualmente trabalham home office. Entre as vantagens percebidas por quem utiliza esse formato estão o aumento da produtividade, a redução do estresse, a alimentação mais saudável e a melhor qualidade de vida.

Expertise

Outra condição importante para um nômade digital é definir sua área de atuação e de que forma divulgará seu trabalho – seja através de um blog, vídeos ou redes sociais. Muitas pessoas são formadas em áreas que gostam, mas não têm oportunidade no mercado de trabalho. Segundo dados recentes do IBGE, a taxa de desemprego para pessoas com nível superior chega a 6,2%.

Tanto ela quanto seu marido, Bruno Pinheiro, buscam associar suas viagens diretamente com área de atuação, que está ligada diretamente a cursos e treinamentos focados em empreendedorismo digital e produção de conteúdos. “Desde que a pessoa possua conhecimento suficiente em determinada área, esse pode ser um caminho para iniciar sua trajetória de forma independente”.

Presença online

Mais um fator determinante para que o empreendedor digital consiga sucesso na carreira é estar sempre conectado e marcando presença no ambiente digital. “Mais da metade da população brasileira está online. O conhecimento que você tem a passar deve atingir seu público, pois é dessa forma que será possível trabalhar de qualquer lugar do mundo”, explica.

“Mantenha-se ativo nas redes sociais, poste conteúdos que interessem ao seus seguidores e interaja com seus leitores. Assim você terá um público cada vez mais fiel, e se tornará cada vez mais relevante na internet”, ensina Allyson.

Empreendedora e mãe 24 horas

Ser mãe de 3 crianças pequenas e ao mesmo tempo nômade digital e empreendedora é, sem dúvida, um desafio. Mas, para Allyson, é possível superar os obstáculos com organização e planejamento, garantindo o bom prosseguimento dos negócios e o bem-estar de toda a família.

Estar em dia com os exames médicos e não deixar faltar protetor solar, sombrinha e repelente são dicas que ela dá para quem irá viajar com crianças. “É importante saber aproveitar a viagem, mas sempre respeitando os limites. Uma atenção extra deve ser dedicada à alimentação, especialmente nos países em que as comidas são exóticas e muito temperadas, o que pode não fazer bem às crianças. Planejando com antecedência e se organizando para atender às demandas do trabalho e da família, tudo corre bem”.

(Ortolani Comunicação)